Notícias

FENEMI é parceiro de evento nacional sobre mercado de cervejas artesanais

Um mercado em franca expansão nacional, a produção de cervejas artesanais cresceu 37,7%, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Representantes do setor vão se reunir feira Envase Brasil 2018, entre os dias 24 e 28 de abril, em Bento Gonçalves, RS, que conta com o apoio da Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial.

“Em franca expansão e empregando profissionais da área de Engenharia Mecânica e Industrial, contribuindo para o crescimento da indústria e economia nacional. É assim que enxergamos o setor que só vem aumentando seu espaço e conquistando o paladar dos brasileiros”, afirma o presidente da FENEMI, Marco Aurelio Candia Braga.

Para Marco Aurelio, a indústria cervejeira conta com a contribuição dos profissionais da Engenharia Mecânica e Industrial na aquisição de conhecimento teórico e prático de técnicas sustentáveis, tecnologia e inovação.

Envase Brasil 2018 - O ano passado fechou com 679 cervejarias e 8,9 mil produtos registrados, uma média de 13 rótulos por marca. O objetivo da Feira, que vai reunir parte dessa indústria, é ajudar o setor a inovar e crescer. Painéis, rodadas de negócios e relacionamentos, Projeto Comprador e workshop, além de soluções em máquinas, equipamentos e produtos exibidos na feira, estarão a serviço do setor, do paneleiro (pequeno produtor) à indústria da cerveja. 

Há 20 anos e 13 edições, a indústria de bebidas e alimentos se encontra na Envase Brasil em busca de novas soluções. Ajudando as empresas a inovar e a crescer, o evento passa a sediar também a Embala Sul – Feira Internacional de Embalagens e Equipamentos para Embalar -, aproximando e apresentando o que há de mais moderno para o setor. É o grande encontro de negócios e tecnologia de toda a cadeia produtiva, reunindo expositores e visitantes de 12 países. A 13ª edição acontece de 24 a 27 de abril, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves, período que os organizadores esperam receber mais de 10 mil visitantes.

Mais informações: www.envasebrasil.com.br

Fenemi é apoiadora da Mecânica 2018

A Federação Nacional da Engenharia Mecânica e Industrial (FENEMI) é apoiadora da Mecânica Manufacturing Experience – Feira Internacional da Mecânica e Sistemas Integrados de Manufatura, evento que reúne companhias, associações, profissionais, compradores e especialistas. Na sua 32ª edição, o evento será realizado entre os dias 24 e 27 de abril, em São Paulo.

Em 2018, a Mecânica traz uma proposta focada em experiências voltadas para atender aos novos desafios impostos pela chamada manufatura 4.0. Na programação da feira, o participante irá encontrar oportunidades de atualização profissional e networking com os mais renomados profissionais e especialistas da indústria, além de apresentar soluções aplicadas em Automação Industrial, Energia, Transporte e Logística, Componentes Industriais e Manufatura Digital.

Para o presidente da FENEMI, eng. mec. Marco Aurelio Candia Braga, o apoio da instituição à Feira fortalece o setor e valoriza os profissionais da Engenharia Mecânica e Industrial. “Apoiamos o desenvolvimento da Indústria Nacional e o permanente aperfeiçoamento dos engenheiros que atuam no segmento industrial. A Mecânica é o palco ideal para essa troca de experiências, além do compartilhamento de conhecimento e tecnologia”, afirmou.

Saiba mais:

Mecânica Manufacturing Experience – Feira Internacional da Mecânica e Sistemas Integrados de Manufatura
Data: de 24 a 27 de abril de 2018
Horário: das 11h às 20h
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333
Vila Guilherme | São Paulo – SP
Mais informações: www.mecanica.com.br

Mec’Chope vai celebrar integração e reforçar aliança entre engenheiros mecânicos e industriais, no Santuário

Mais um grande evento promete momentos de integração e descontração aos engenheiros mecânicos e industriais de Brasília e região. É o Mec’Chope, organizado pela Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (FENEMI) e pela Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos, seção DF (ABEMEC–DF) no próximo dia 12.

O evento acontece no Santuário Casa de Cerveja e tem como objetivo reunir engenheiros mecânicos e industriais, em um ambiente agradável e propício para momentos de leveza e networking. O local é um dos mais queridos pelos apreciadores de cerveja artesanal e serve rótulos especiais variados, disponíveis em garrafas e em 12 torneiras de chope.

Para prestigiar a parceria com a FENEMI e com a ABEMEC-DF, neste dia, das 18h às 20h, o Santuário vai oferecer dose dupla para os chopes produzidos em Brasília. Ou seja, dois chopes pelo valor de um. Com comandas individuais, os participantes do encontro poderão aproveitar a noite, com moderação e muito sabor.

Segundo o vice-presidente da FENEMI, eng. mec. Gutemberg Rios, o Mec’Chope contribui, também, para o desenvolvimento das microcervejarias regionais. “Este é um passo fundamental para a industrialização e inovação da engenharia industrial, na medida que abre a degustação dos rótulos regionais buscando uma ampliação de público consumidor”, comenta. Segundo ele, o tema já foi abordado na revista TORREdoTOMBO, publicação da ABEMEC-DF, que apresentou curiosidades a exemplo do número per capita de consumo das cervejas artesanais ser 70% acima da média nacional no DF, conforme pesquisa divulgada no Estadão.

Gutemberg recorda ainda um fato curioso presente nos relatos de Tom Standage, no livro História do Mundo em 6 Copos (2005). Segundo o autor, nos registros mais antigos datados de 10.000 a.C, em localização equivalente ao Oriente Médio, tanto o vinho quanto a cerveja se relacionam com as convenções sociais e ritualísticas. “Com isso, nada mais aprazível que realizar o evento no Santuário”, complementa.

“Em um momento ímpar de união em torno da engenharia industrial, sob o panorama de desenvolvimento industrial, nada melhor que um ambiente descontraído que fomente a interação entre engenheiros, empresários e sociedade e quem sabe saímos com melhores ideias para nossa engenharia, já é dada a hora da indústria nacional se erguer”, convida Gutemberg Rios.

Acompanhem em nosso perfil nas redes sociais as principais informações sobre o evento, garanta seu lugar entre os colegas de profissão e faça parte do Mec’Chope.

Mato Grosso do Sul e Distrito Federal assumem a condução da FENEMI

Para a gestão 2018/2019, a Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (FENEMI) terá como presidente, o engenheiro mecânico Marco Aurelio Candia Braga e como vice-presidente, o engenheiro mecânico Gutemberg Rios. A eleição foi realizada no mês de novembro de 2017, em Aracaju, durante a realização do XVII Congresso Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (CONEMI). Marco Aurelio é presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos de Mato Grosso do Sul (ABEMEC-MS). Já Gutemberg é presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos do Distrito Federal (ABEMEC-DF). O ensaio dessa parceria MS-DF se deu em 2017, quando ambas ABEMECs instituíram um planejamento estratégico e lançaram campanhas com apelo nacional #abemecnacional.

A posse da nova diretoria ocorreu durante o Encontro de Líderes, em Brasília, e contou com a presença do presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, eng. Joel Krüger e do vice-presidente, eng. Edson Delgado.

“Sinto-me honrado de representar, em abrangência nacional, a engenharia mecânica e industrial, e poder trabalhar para o fortalecimento e união dessa atuação”, afirma Marco Aurelio, que credita ao trabalho desempenhado em Mato Grosso do Sul em conjunto com o Distrito Federal a sua eleição à presidência da Federação.

À frente da presidência por dois mandatos, o engenheiro mecânico Jorge Nei Brito, passa o cargo aos novos presidentes e assume como membro do conselho consultivo. “Todo o esforço que empenhei localmente para destacar a relevância da engenharia industrial será redobrado nacionalmente. Vamos dar prosseguimento às ações bem-sucedidas já iniciadas pela gestão anterior e contar com a colaboração da diversificada diretoria, com membros de todas as partes do Brasil, para levar o nome da FENEMI avante, mais forte e unificada”, destaca Marco Aurelio.

“O desenvolvimento sustentável e a convergência de diálogo será nossa meta nessa gestão, juntos somos maiores. Tenho convicção que a soma de nossas diretorias, extremamente dedicadas e atuantes, trará benefícios à engenharia nacional”, esclarece Gutemberg Rios, que compartilha a presidência da FENEMI, como vice-presidente atuante. Nesta gestão, a FENEMI traz a inovação de nomear a diretoria com uma proposta de presidência compartilhada, por meio da “dobradinha” MS-DF, uma parceria que já teve êxito e que será replicada na atual condução da FENEMI. “Essa atitude congrega e incentiva a união”, complementa Gutemberg.

A diretoria conta ainda com representantes dos estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Sergipe, Rio de Janeiro e do Distrito Federal.

Confira a formação da nova diretoria 2018/2019

Presidente
Marco Aurélio Candia Braga – ABEMEC-MS

1º Vice-Presidente
Gutemberg Faria Rios – ABEMEC -DF

2º Vice-Presidente
Josias Gomes Ribeiro Filho – ABEMEC -MG

Diretor Administrativo
Waldimir Teles Filho – ABEMEC -MG

Diretor Administrativo I
Carlos Antônio de Magalhães – ABEMEC -SE

Diretor Administrativo II
André Luiz Vicente Carvalho – ABEMEC -RJ

Diretor Financeiro
Luiz Angelo Piovesan Bellé – ABEMEC -MS

Diretor Financeiro Adjunto
Guilherme Rangel – ABEMEC -MS

Diretor Técnico
Thiago Hamilton de Souza Cordeiro – ABEMEC -DF

Diretor Técnico Adjunto I
Fernando Caramaschi Borges – ABEMEC -DF

Ministros das Cidades e da Integração Nacional abrem o 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea

O papel da Engenharia no desenvolvimento e preservação da “nossa casa comum” – o Planeta Terra. Da Campanha da Fraternidade Ecumênica ao engajamento na luta contra o Aedes aegypti, saneamento básico tem sido o tom do discurso de José Tadeu da Silva, presidente do Confea, em 2016. Não foi diferente na abertura do 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea. “Sabemos que 70% das pessoas que estão nos hospitais são vítimas de problemas de saneamento. Temos que fazer a limpeza da nossa casa comum, do Planeta Terra. Essa é a nossa responsabilidade como profissionais: proporcionar uma casa confortável, habitável, um planeta com a necessária qualidade de vida a todos os seres humanos. Temos que afirmar nosso papel para a sociedade, em defesa da Engenharia nacional”.

VEJA O DISCURSO DO PRESIDENTE NA ÍNTEGRA 

O 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea reúne cerca de 600 profissionais da área tecnológica nacional, e segue até esta sexta-feira (26/2)

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

VEJA O ÁLBUM DE FOTOS DO PRIMEIRO DIA

 

 

 

Em função do atual debate sobre saneamento, o presidente do Confea convidou os ministros das Cidades e da Integração Nacional - respectivamente Gilberto Kassab e Gilberto Occhi - para participarem da abertura. “A universalização da energia e da água está próxima de acontecer no Brasil. No entanto, no saneamento, estamos muito longe”, admitiu Occhi.

 

Ministro das Cidades, Kassab se diz orgulhoso de ser agrônomo
Ministro das Cidades, Kassab se diz orgulhoso de ser agrônomo

 

Primeiro a falar, Kassab ressaltou a importância de reunir profissionais da Engenharia e da Agronomia para discutir planejamento em 2016. “Será um ano de crises, em que a Engenharia brasileira é ao mesmo tempo questionada e louvada, e cabe a todos nós mostrar para a sociedade o potencial da nossa Engenharia no campo do saneamento, da mobilidade e habitação, entre outras áreas”. Engenheiro agrônomo, Kassab disse ter orgulho da profissão e de poder conciliá-la com a vida pública. “Ressalto a importância das entidades de regulamentação profissional que consolidam a busca do conhecimento e norteiam a ação dos engenheiros”. Ao encerrar sua participação, Kassab acenou a possibilidade de fazer parcerias com o Sistema Confea/Crea “para a construção de um país melhor”.

 

Transposição do São Francisco será finalizada ainda em 2016, garantiu o ministro da Integração Nacional
Transposição do São Francisco será finalizada ainda em 2016, garantiu o ministro da Integração Nacional

 

A principal palestra da programação do evento coube ao ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, que falou sobre as “Perspectivas para a infraestrutura”. Occhi - que antes de assumir o Ministério da Integração comandou, por dois anos, a pasta das Cidades – anunciou, na ocasião, que as obras da transposição do Rio São Francisco serão finalizadas até o final deste ano, “em função da grande preocupação do governo com a estiagem que castiga o Nordeste”.

De acordo com Occhi, estão projetados investimentos de R$ 197 bi em 16 projetos, no período de concessão para rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. O ministro garantiu recursos em investimentos hídricos para o Nordeste e entre outras informações, fez um balanço do programa Minha Casa, Minha Vida, que está em sua terceira fase. Segundo o ministro, dos 4 milhões de moradias já contratadas, 2,5 milhões foram entregues, 1,6 milhão está em produção.  “O Governo entrega 30 mil unidades por mês para zerar as entregas em 2017”, afirmou.

ACESSE A PALESTRA NA ÍNTEGRA

Ao final da solenidade de abertura, o presidente do Crea-DF e anfitrião do evento, Flavio Correia, deu as boas- vindas aos participantes na capital federal. “Espero que este encontro seja rico nos debates e que levem a bom termo as principais questões do Sistema, como sustentabilidade financeira”, disse. 

Certificados 

Ainda na manhã de hoje (24/2), o presidente do Confea entregou Certificados de Função aos Coordenadores Nacionais de Câmaras Especializadas – titulares e adjuntos –, que encerram seus mandatos, e também para os coordenadores dos colégios de Presidente e de Entidades Nacionais. 

 

Para o engenheiro civil João Luiz Collares, os encontros de líderes têm sido bem sucedidos
Para o engenheiro civil João Luiz Collares, os encontros de líderes têm sido bem sucedidos

 

Em nome de todos os coordenadores nacionais de Câmaras, o engenheiro civil João Luiz Collares, coordenador da Engenharia Civil, ressaltou o sucesso que têm sido os encontros anuais de líderes representantes. “A Engenharia passa por um momento em que há necessidade de se discutir amplamente assuntos como educação a distância, atribuições, aprimoramento dos currículos, etc.”. O coordenador das Entidades Nacionais, eng. mec. Jorge Nei Brito, desejou que todas as eleições dos fóruns consultivos do Confea ocorram da maneira mais tranquila possível. Já o diretor-presidente da Mútua, Paulo Guimarães, destacou seu apoio ao aprimoramento da união entre o Confea/Crea e a Mútua. Marco Antônio Amigo, presidente do Crea-BA e coordenador do Colégio de Presidentes, espera resultados práticos dos trabalhos das lideranças do Sistema no momento por que o país atravessa. “2016 será uma tarefa muito grande para todos nós, brasileiros”, completou.

Além de Collares, Brito e Amigo, saiba quem encerra mandato neste ano:

Agrimensura: Francisco de Sales Vieira de Carvalho (Crea-SP) e William de Figueiredo Bittencourt (Crea-AC)

Agronomia: Kleber dos Santos (Crea-DF) e Cid Tacaoca (Crea-TO)

Engenharia civil: João Luiz de Oliveira Collares Machado (Crea-RS) e Lélia Barbosa de Souza Sá (Crea-DF)

Engenharia elétrica: Alfredo Marques Dinis (Crea-MG) e Moacyr Gayoso (Crea-PI)

Engenharia industrial: Oswaldo Paiva Almeida Filho (Crea-ES) e José Alfredo Firmeza de Sousa (Crea-CE)

Engenharia química: Luiz Eduardo Caron (Crea-PR) e Rogério Gomes Araújo (Crea-SC)

Geologia e Minas: José Margarida da Silva (Crea-MG) e José Vitoriano de Brito Neto (Crea-CE)

Segurança do trabalho: Nelson Burille (Crea-RS) e Marco Aleluia (Crea-AL)

Engenharia florestal: Gláuber Pinheiro (Crea-RJ) e Marcos dos Santos Weiss (Crea-SC)

Comissões de Ética dos Creas: Jovanilson Faleiro de Freitas (Crea-GO) e Luiz Capraro (Crea-PR) 

 

O engenheiro mecânico Jorge Nei Brito foi reconduzido à coordenação do Colégio de Entidades Nacionais
O engenheiro mecânico Jorge Nei Brito foi reconduzido à coordenação do Colégio de Entidades Nacionais

 

Também receberam certificados os coordenadores do Colégio de Presidentes e do Colégio de Entidades Nacionais. São eles, respectivamente: Marco Antônio Amigo, presidente do Crea da Bahia, e seu adjunto, o presidente do Crea de Mato Grosso, José Silveira Samaniego; o presidente da Federação Nacional de Engenharia Mecânica, Jorge Nei Brito, e o presidente da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil, Ângelo Petto Neto.

Beatriz Leal e Maria Helena de Carvalho
Equipe de Comunicação do Confea

Definidos os novos coordenadores nacionais dos fóruns consultivos do Sistema Confea/Crea e Mútua

Com uma pauta comum – eleição dos coordenadores nacionais, definição do calendário de reuniões e plano de trabalho para 2016 – as Câmaras Especializadas do Sistema Confea/Crea (Engenharia Civil, Florestal, Elétrica, Industrial, Agronomia, Agrimensura, Geologia e Minas, Segurança do Trabalho e Ética) iniciaram os trabalhos na tarde dessa quarta-feira (24/2), primeiro dia do 5º Encontro de Líderes Representantes, que reúne em Brasília cerca de 600 profissionais da área tecnológica nacional. Além das câmaras, o Colégio de Presidentes, o Colégio de Entidades Nacionais e o Crea-Júnior realizam suas primeiras reuniões do ano e também elegem seus novos coordenadores titulares e adjuntos para a condução dos trabalhos.

Conheça as lideranças que assumem o mandato 2016:

Agrimensura (CCEAGRI)
Coordenador: eng. agrim. Léu Soares de Oliveira (Crea-MG)
Coordenador adjunto: geóg. Roberto Bruno Moreira Rebouças (Crea-CE)

Agronomia (CCEAGRO)
Coordenador: eng. agr. José de Souza Reis Filho (Crea-GO)
Coordenador adjunto: eng. agr. José Reinaldo de Sá Falcão (Crea-AL)

Engenharia Civil (CCEEC)
Coordenadora: eng. civ. Lélia Barbosa de Souza Sá (Crea-DF)
Coordenador adjunto: eng. civ. Luis Edmundo Prado de Campos (Crea-BA) 

Engenharia Elétrica (CCEEE)
Coordenador: eng. eletric. Jovanilson Faleiro de Freitas (Crea-GO)
Coordenador adjunto: eng. eletric. Marcos José Pereira Sampaio (Crea-BA)

Engenharia Industrial (CCEEI)
Coordenador: eng. mec. Waldimir Teles Filho (Crea-MG)
Coordenador adjunto: eng. naval Juarez Botelho da Costa Júnior (Crea-PA)

Engenharia Química (CCEEQ)
Coordenador: eng. quím. José Guilherme Pascoal de Souza (Crea-SP)
Coordenador adjunto: eng. quím. André Casimiro de Macêdo (Crea-CE)

Geologia e Minas (CCEGM)
Coordenador: Antônio Pedro Viero (Crea-RS)
Coordenadora adjunta: Adriana Martins Di Spirito Rocha (Crea-ES)

Segurança do Trabalho (CCEEST)
Coordenador: eng. seg. trab. Jackson Luiz Jarzynski (Crea-SC)
Coordenador adjunto: eng. seg. trab. Maurício José Viana (Crea-PE)

Engenharia Florestal (CCEEF)
Coordenador: eng. ftal. Glauber Pinheiro (Crea-RJ)
Coordenadora adjunta: eng. ftal. Ivone da Silva Rodrigues (Crea-RS)

Comissões de Ética dos Creas (CNCE)
Coordenador: eng. eletric. Sérgio Maurício Mendonça Cardoso (Crea-SE)
Coordenador adjunto: eng. civ. Vinicius Seabra Cordeiro (Crea-RR)

Para o Colégio de Presidentes, assumiram eng. eletric. Modesto Santos (Crea-RN) e eng. civ. Marcos Luciano Camoeiras Gracindo Marques (Crea-RR). Já no Colégio de Entidades Nacionais (Cden), os líderes do ano passado foram reconduzidos: Eng. Mec. Jorge Nei Brito (Fenemi) e eng. agr. Angelo Petto Neto (Confaeab). 

Página 6 de 6