Mec’Chope vai celebrar integração e reforçar aliança entre engenheiros mecânicos e industriais, no Santuário

Mais um grande evento promete momentos de integração e descontração aos engenheiros mecânicos e industriais de Brasília e região. É o Mec’Chope, organizado pela Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (FENEMI) e pela Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos, seção DF (ABEMEC–DF) no próximo dia 12.

O evento acontece no Santuário Casa de Cerveja e tem como objetivo reunir engenheiros mecânicos e industriais, em um ambiente agradável e propício para momentos de leveza e networking. O local é um dos mais queridos pelos apreciadores de cerveja artesanal e serve rótulos especiais variados, disponíveis em garrafas e em 12 torneiras de chope.

Para prestigiar a parceria com a FENEMI e com a ABEMEC-DF, neste dia, das 18h às 20h, o Santuário vai oferecer dose dupla para os chopes produzidos em Brasília. Ou seja, dois chopes pelo valor de um. Com comandas individuais, os participantes do encontro poderão aproveitar a noite, com moderação e muito sabor.

Segundo o vice-presidente da FENEMI, eng. mec. Gutemberg Rios, o Mec’Chope contribui, também, para o desenvolvimento das microcervejarias regionais. “Este é um passo fundamental para a industrialização e inovação da engenharia industrial, na medida que abre a degustação dos rótulos regionais buscando uma ampliação de público consumidor”, comenta. Segundo ele, o tema já foi abordado na revista TORREdoTOMBO, publicação da ABEMEC-DF, que apresentou curiosidades a exemplo do número per capita de consumo das cervejas artesanais ser 70% acima da média nacional no DF, conforme pesquisa divulgada no Estadão.

Gutemberg recorda ainda um fato curioso presente nos relatos de Tom Standage, no livro História do Mundo em 6 Copos (2005). Segundo o autor, nos registros mais antigos datados de 10.000 a.C, em localização equivalente ao Oriente Médio, tanto o vinho quanto a cerveja se relacionam com as convenções sociais e ritualísticas. “Com isso, nada mais aprazível que realizar o evento no Santuário”, complementa.

“Em um momento ímpar de união em torno da engenharia industrial, sob o panorama de desenvolvimento industrial, nada melhor que um ambiente descontraído que fomente a interação entre engenheiros, empresários e sociedade e quem sabe saímos com melhores ideias para nossa engenharia, já é dada a hora da indústria nacional se erguer”, convida Gutemberg Rios.

Acompanhem em nosso perfil nas redes sociais as principais informações sobre o evento, garanta seu lugar entre os colegas de profissão e faça parte do Mec’Chope.